Início Notícias Marcas

Uma brisa marítima Maloka

A Maloka existe há 18 anos e combina no seu ADN uma mistura de genes portugueses e espanhóis cuja fusão teve lugar no Sul de França. Foi com vista para o mar que o conceito da marca se desenvolveu e ganhou inspiração, expandindo-se para outros horizontes.

«[Os fundadores] começaram pelas necessidades que tinham nas suas lojas. Tinham uma loja, e foi quando começaram por curiosidade a experimentar produzir para eles próprios e depois o negócio foi crescendo», contou Abel Silva, responsável comercial, ao Portugal Têxtil, durante o Modtissimo, que decorreu de 3 a 4 de outubro (ver Modtissimo faz a festa).

A Maloka oferece coleções vastas e diversificadas, dispondo de 150 a 160 modelos que variam entre 11 tamanhos do 34 ao 54. «As gamas de cor no inverno são sempre entre 11 a 12 cores e no verão entre 13 a 14 cores disponíveis», revelou o responsável comercial.

No cerne de toda esta panóplia de escolhas destaca-se o vestido de linho como o ex-libris da marca. Atendendo à principal fonte de inspiração que é a praia, todos os materiais utilizados nas coleções são, maioritariamente, naturais.

«Para o verão, o algodão e o linho são dois produtos indispensáveis; para o inverno tentamos encontrar lãs mas nem sempre é possível, então mais poliésteres para combater os preços», justificou Abel Silva.

Ainda que aposta em coleções de inverno tenha acontecido apenas em 2010 – até então, as coleções eram somente de verão, segundo o responsável comercial, em Portugal, a coleção para a estação fria tem melhor recetividade que a quente.

«Normalmente o linho é mais visto como praia. Mas estamos a tentar criar algo mais citadino, com uma mistura» de forma a colmatar a tendência, adiantou Abel Silva.

Por detrás da marca

Recentemente, a empresa Faroma – detentora da Maloka –, que dispõe de um efetivo de 50 pessoas, adquiriu em hasta publica a marca francesa Paul Brial, orientada para uma gama superior, e anexou mais um pavilhão aos dois que já detinha.

A unidade industrial do grupo está sediada Barcelos e a rede de distribuição soma vários pontos de venda espalhados ao longo do território nacional. «Vendemos a lojas multimarca, em Lisboa no Amoreira Shopping, depois na Marinha Grande e no Algarve», afirmou Abel Silva, e dispomos ainda de um outlet na fábrica, acrescentou.

Os serviços de desenvolvimento, prototipagem, confeção, acabamento e logística estão integrados na estrutura da empresa, onde diariamente são realizados envios diretos para os 500 pontos de distribuição espalhados pelo mundo.

França aparece na rota dos principais destinos, seguida de Espanha, Grécia, Reino Unido, Canadá, Austrália e, com pouca expressão, EUA.

A participação em feiras internacionais é fundamental na estratégia expansionista da Maloka, para uma «prospeção de conhecer novos clientes», reconheceu o responsável comercial, que apontou a presença bianual «na Momad, em Madrid, e na Who’s Next, em Paris».

O comércio online não entra na equação da estratégia da Maloka e os clientes são restritos a um «código postal» para não criar conflitos entre lojistas, concluiu Abel Silva.