Início Arquivo

Uma passerelle pela cidade

A Semana de Moda de Berlim converteu a capital alemã em multipasserelles, distribuídas pela cidade, onde se puderam ver desde modelos juvenis e acessíveis dos novos criadores até peças de designers consagrados, como foi o caso da marca espanhola Custo Barcelona. A principal passerelle esteve localizada na praça de Bebelplatz, no centro monumental da cidade, onde várias marcas de renome desfilaram as suas colecções para o Verão 2011. A Custo Barcelona levou a Berlim a sua linha Custo Line, dirigida a um público mais jovem e que incluía como novidade os jeans. «Apresentamos em Berlim as criações mais jovens da nossa marca, pensando na forma de vestir das pessoas que apreciam festivais de música», explicou Custo Dalmau. No entanto, tal como se constatou nesta semana de moda, os jeans podem ser uma peça de luxo, não só pelo seu design mas sobretudo pelo seu preço. «Existem nichos de mercado para peças de designers, para os quais quase não há limites máximos de preço e onde os jeans podem mesmo rondar os 1.000 euros, o que é já um preço bastante alto», afirmou Karl Heinz Salzburger, director europeu da 7 For All Mankind, marca detida pela empresa norte-americana VF International . O facto de haver pessoas com poder de compra neste tipo de eventos não significa, todavia, que estas estejam dispostas a gastar tanto dinheiro por uma peça de roupa. «Antes estampava-se o nome de um designer sobre um par de jeans e era habitual vendê-lo por um preço que rondava entre os 500 e os 600 euros. Agora vender uma peça por esse preço, é mais difícil porque o consumidor não pede apenas qualidade, mas também espera que os jeans sejam originais e lhe assentem na perfeição», explicou Salzburger. «O mercado com jeans entre os 200 e os 250 euros foi onde a 7 For All Mankind se estabeleceu e onde tem obtido êxito». A VF International também possui no seu portefólios as marcas Wrangler, Eastpak e The North Face. Para além destas marcas, outros dos destaques da Semana de moda de Berlim foram a Calvin Klein, que apostou igualmente nos jeans, e a colecção da Boss Black. Já na estação de metro de Alexanderplatz foram apresentadas as propostas de 17 jovens designers da cidade. A alemã Anja Gockel apostou por uma colorida colecção baptizada “Lost and Found”, onde apresentou uma mistura de vestidos de lantejoulas, leggings e de duas peças. Nesta passerelle, uma das principais surpresas foi a apresentação da linha de roupa masculina Technobohemien, da autoria do actor John Malkovich. Esta maratona de quatro dias em Berlim contou com 70 desfiles e 12 mil consumidores e empresários de moda, o que demonstrou que a capital alemã continua a crescer no panorama da moda mundial.