Início Notícias Mercados

Under Armour ganha à Adidas

A Under Armour registou um total de 2,6 mil milhões de dólares em vendas de calçado e vestuário nos EUA durante os 11 meses até ao dia 31 de dezembro, em comparação com 1,6 mil milhões de dólares da Adidas. Ambas ficaram todavia muito atrás da Nike, que registou vendas de 11,8 mil milhões de dólares no mercado americano, excluindo os 2,5 mil milhões de dólares de vendas de calçado Jordan. A Nike e a Under Armour aumentaram a quota de mercado nas suas respetivas divisões de calçado e vestuário ao longo do ano à custa da Adidas. A Adidas sofreu um declínio de 30% nas vendas de calçado e de 20% nas vendas de vestuário, de acordo com o relatório do Sterne Agee. O negócio de vestuário da Under Armour cresceu 17%, enquanto o seu negócio de calçado cresceu 34%, ficando em sétimo lugar atrás de outras marcas como Skechers, Asics e New Balance. Os resultados da Sterne Agee e SportScanInfo representam apenas uma fatia do mercado de sportswear e não incluem as vendas da cadeia Dick’s Sporting Goods. Outros atores de relevo no sector americano de sportswear, incluindo o NPD Group, ainda não publicaram as estimativas de vendas de final de ano. A Adidas, por sua vez, está a desenvolver medidas para impedir o seu declínio nos Estados Unidos. Contratou um novo presidente para a América do Norte, Mark King, que tem defendido um maior investimento no marketing e nos desportos americanos. Nesta linha, a marca germânica anunciou recentemente um acordo de 12 anos para equipar os Hurricanes da Universidade de Miami, um contrato que anteriormente pertencia à Nike. Além disso, o diretor de design global da Adidas foi transferido da Alemanha para os EUA e a empresa está a planear a abertura, este ano, de um novo estúdio de design em Brooklyn, Nova Iorque, com o objetivo de infundir uma identidade mais americana na oferta. Enquanto isso, a Under Armour está a desenvolver o negócio de calçado nos EUA, assinando um acordo de patrocínio no basquetebol com Stephen Curry dos Golden State Warriors. No ano passado, a empresa assumiu o contrato para equipar as equipas desportivas da Universidade de Notre Dame. A marca americana também assinou recentemente um contrato de patrocínio a longo prazo com o tenista Andy Murray, refletindo o esforço para aumentar o perfil internacional. No entanto, no verão passado, a empresa perdeu uma guerra para a Nike: a assinatura do acordo com Kevin Durant, o atual Most Valuable Player da NBA.