Início Notícias Vestuário

Unifardas abraça com máscaras solidárias

Para assinalar o 28º aniversário, a Associação Abraço juntou-se à Unifardas para criar máscaras de proteção certificadas pelo CITEVE, cujo valor da venda de cada equipamento se converte em solidariedade.

Hoje, dia 5 de junho, celebra-se o aniversário da Associação Abraço, que tem como propósito promover e melhorar as condições hospitalares a todos os níveis das pessoas infetadas pelo VIH. A associação privada sem fins lucrativos juntou forças com a Unifardas, especialista em vestuário profissional, para uma comemoração solidária com 10 mil máscaras de proteção individual certificadas pelo CITEVE.

A pareceria nasce de uma «união e solidariedade» entre as duas entidades que deram vida ao projeto #UnidospeloAbraço com o objetivo de criar equipamento que evite a disseminação do novo coronavírus e consiga, em simultâneo, angariar verbas para continuar a ajudar a Associação Abraço nas várias respostas sociais como o apoio domiciliário, lar residencial, apartamentos, gabinete dentário e centros de rastreio de  Lisboa, Porto, Braga, Aveiro e Funchal.

«[A iniciativa] assenta nos valores que defendemos e o nosso contributo consistiu em

fornecer conhecimento técnico que garantisse ao consumidor um produto que, ainda que solidário, fosse confortável, seguro e com materiais que garantem uma defesa eficaz no combate a esta pandemia que todos queremos vencer», justifica Rui Araújo, COO da Unifardas.

As máscaras certificadas pelo CITEVE para o nível 3 foram testadas para a permeabilidade e retenção de partículas com duas camadas de um material «respirável, confortável e adaptável». O equipamento de proteção é composto por tecido 100% algodão resistente a uma temperatura de lavagem de 60 ºC e cinco lavagens de uso geral. Para além de proteger, a máscara que está à venda na loja virtual da Associação Abraço, criada com esta finalidade, possui ainda um «toque colorido e divertido». «O projeto #UnidospeloAbraço visa transmitir uma mensagem de esperança e união. Ao comprar, os portugueses vão encontrar nestas máscaras proteção, amor, esperança, afeto e também gratidão para que de uma forma segura, a Associação Abraço continue a abraçar todos os que precisam», afirma Cristina Sousa, presidente da Abraço, que luta «diariamente em prol de uma sociedade mais justa e igualitária» conclui.