Início Notícias Tecnologia

Unifardas avança com 3D

A especialista em vestuário profissional está a integrar o 3D nos seus processos de design e modelagem, capitalizando as vantagens da tecnologia, desde a sua maior sustentabilidade, por evitar amostras físicas desnecessárias, à redução do tempo necessário para chegar ao mercado.

[©Unifardas]

A tecnologia tem sido usada no mercado automóvel, no design industrial e na arquitetura, mas a Unifardas considera que é um passo em frente também na sua área de negócio. «Sendo um sector com um processo muito tradicional de trabalho passando por várias etapas até à peça final, desde criação do conceito e desenho do vestuário até a criação de vários protótipos para se chegar ao modelo final, custando tempo e dinheiro, certamente se consegue perceber onde é que o 3D pode ajudar», refere um comunicado da Unifardas.

«Empenhada em manter-se na vanguarda do mercado do vestuário profissional e melhorar a experiência do cliente, a Unifardas integrou novas tecnologias de forma a proporcionar uma melhor experiência podendo transpor a sua ideia na vida real, dando a possibilidade de aprimorar e identificar previamente falhas existentes», acrescenta.

O design e modelagem 3D permite reproduzir tridimensionalmente as peças de vestuário, no caso as fardas profissionais desenvolvidas pela empresa, trazendo diversas vantagens para o negócio.

Vantagens para o futuro

A primeira mencionada pela Unifardas tem a ver com a sustentabilidade, já que a utilização desta tecnologia «reduz significativamente o desperdício de matéria-prima e a pegada de carbono. As peças de vestuário só são produzidas depois de feita a encomenda, não havendo necessidade de produzir amostras para aprovação do cliente», aponta.

A visualização sai igualmente melhorada. Não só o cliente consegue ter uma melhor perceção de como a farda assentará quando produzida, como os estampados e bordados podem ser colocados e aprovados quase de imediato, permitindo facilmente simulações e alterações.

[©Unifardas]
«Outra vantagem deste software é a sua capacidade de colocar o vestuário no seu local de trabalho, por exemplo, um conjunto hospitalar numa sala de consultório. Esta possibilidade permite ao cliente perceber com maior facilidade se o seu vestuário de trabalho se enquadra bem no seu local de trabalho», indica a Unifardas.

Tudo isto garante ainda uma maior rapidez no desenvolvimento e, consequentemente, na resposta ao cliente.

Motivos que levam a Unifardas a acreditar que a modelação 3D será, sem dúvida, um passo importante para o sector, antecipando novos desenvolvimentos nos softwares atuais, capazes de colocar a produção de fardas num novo nível. «Num futuro próximo, o mundo testemunhará algumas ofertas de realidade aumentada muito mais elaboradas e este software permite que consiga criar o seu próprio fardamento no site da empresa, escolhendo o design pretendido e reduzindo o tempo de espera na troca de informação entre empresa-cliente, dando-lhe uma experiência única e personalizada às suas necessidades», acredita a empresa. «Esta tecnologia tem um futuro brilhante pela frente, onde nos devemos preparar para a criação de novas ferramentas que tornarão a sua farda única e o mais realista possível», conclui.