Início Arquivo

Valentino Fashion Group cresce 3%

O grupo Valentino, detentor de marcas como Valentino, Missoni e Hugo Boss, anunciou ao mercado resultados operacionais estáveis durante 2008 e que encara este ano com a prudência e o conservadorismo necessário. Relativamente a 2008, o Valentino Fashion Group anunciou ainda que o seu volume de negócios cresceu cerca de 3% para os 2.200 milhões de euros. Os resultados antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (EBITDA) reduziram dos 330 milhões de euros em 2007 para os 320 milhões de euros em 2008. Estes resultados foram consequência dos efeitos extraordinários dos custos relacionados com as mudanças na equipa de gestão e de reorganização do grupo. As perspectivas para 2009 não são animadoras e o grupo está a agir rapidamente para optimizar os seus processos e reduzir custos onde for possível», afirmou Stefano Sassi, presidente-executivo da empresa. Os resultados de 2008 anunciados no mês passado pela Hugo Boss foram acima do esperado pelos analistas e a marca está à espera que a sua rentabilidade suba, apesar do abrandamento do volume de negócios. As vendas da Hugo Boss, cresceram ao mesmo ritmo das da casa-mãe: 3% para os 1.700 milhões de euros. A marca Valentino, fundada pelo designer Valentino Garavani, agora retirado da direcção da marca, viu as suas vendas cair cerca de 1%, para os 260 milhões de euros. Um resultado que teria sido de crescimento em 5% sem o efeito das variações cambiais. A marca epónima do grupo iniciou 2008 com um crescimento considerável», que foi anulado pela performance negativa da sua divisão de retalho no segundo semestre do ano, em linha com a degradação da situação económica mundial. As outras marcas do grupo, como é o caso da Missoni e da Marlboro, viram as suas vendas crescer a um ritmo de 4% em 2008, para os 266 milhões de euros.