Início Arquivo

Vendas da Puma batem recordes

A Puma parece estar cada vez mais satisfeita com a sua estratégia.

Apesar de, em cada ano, os analistas afirmarem que a marca de artigos desportivos não poderá manter o actual ritmo de crescimento, a verdade é que o seu volume de negócios quadruplicou em cinco anos, fazendo dos têxteis e vestuário a sua grande aposta.

Com efeito, em 2003, o segmento dos têxteis e vestuário registou um crescimento de 50% no seu volume de negócios, seguido pelo do calçado (mais 37% em relação a 2002) e dos acessórios, com um aumento de 7%.

Para 2004, os responsáveis da Puma prevêem uma continuação do crescimento dos negócios na área têxtil, com um aumento previsto de 34% a 40% nas encomendas efectuadas até 31 de Dezembro do corrente ano, que se deverão cifrar em 722 milhões de euros.

No ano passado, as vendas totais da marca alemã, incluindo as dos franchisados, atingiram os 1,7 mil milhões de euros, e o volume de negócios do grupo Puma cifrou-se em 1,27 mil milhões de euros, o que constituiu um crescimento de 40% face ao ano anterior.

Entre os sinais deste excelente desempenho da Puma nos diversos mercados internacionais, podemos apontar as parcerias com criadores como Philippe Starck, Yasuhiro Mihara ou Jil Sander, e a colecção especialmente criada para equipar a selecção italiana de futebol que participará no Euro 2004, em Portugal.