Início Arquivo

Vendas de vestuário a retalho crescem em Pequim

O crescimento da China nos têxteis e no vestuário no interior das suas fronteiras é a principal causa do crescimento mundial no consumo de fibras de algodão e sintéticas. Os primeiros dados das vendas a retalho na China, divulgados em final de Fevereiro, apontam precisamente nesta direcção.

Um dos barómetros disponíveis é o volume de vendas a retalho verificado em Pequim, que durante o mês de Janeiro registou um total de 18,77 mil milhões de yuan (cerca de 1,83 mil milhões de euros), reflectindo um crescimento de 15% relativamente aos valores de 2002.

O nível da procura esteve em alta para géneros alimentares, veículos automóveis (que registaram um crescimento de 81,7% relativamente a Janeiro de 2003) e vestuário, que registou um crescimento de 25,9% relativamente a igual período do ano anterior.