Início Arquivo

Vendas on line em recuperação

De acordo com a BizRate.com, o site fornecedor de pesquisas e-commerce, as vendas têm diminuído no período de férias, passando de 377 milhões de euros em 2000 para 335 milhões de euros. Em média a categoria de vestuário gera cerca de 15.2 milhões de euros por dia desde 11 de Setembro, e espera-se que as vendas na indústria de e-tailing se mantenham estáveis, adiantou a BizRate.com. Pelo contrário na última época de férias do ano passado o vestuário manteve um ritmo de 17.2 milhões de euros diariamente. A Bizrate adiantou também que o número de encomendas on line feitas na área de vestuário diminuiu desde a mesma altura no ano passado, o que aponta para um baixo registo de gastos on line. Este efeito é composto por uma baixa média de gastos em compras. Através de estudos da BizRate descobriu-se que os consumidores on line na área do vestuário têm gasto em média 120.01 euros por encomenda nesta altura do ano, comparando com os 124.48 euros do mesmo período no ano passado. As poucas vendas de vestuário on line são devidas em parte, ao tempo mais quente que se fez sentir desde o início da estação no país, fazendo com que os consumidores preferissem fazer as suas compras de forma mais tradicional com os seus familiares e amigos. Com a temperatura a arrefecer, a média de vendas de Dezembro começa a voltar ao normal, fazendo com que as vendas comecem a aumentar – cerca de 15% a mais do que a semana passada. Uma revisão sobre os produtos mais procurados na BizRate.com, mostra que os consumidores on line estão a tirar partido dos grandes descontos para se guarnecer de roupas confortáveis tais como pijamas de flanela, slippers, robes e sweatshirts, que dão bons presentes para a família e os amigos. «Este ano os consumidores vão ganhando à medida que os e-taillers continuam a baixar os preços, na esperança de gerar vendas no final da temporada natalícia» adiantou Chuck Davis, presidente e director geral da BizRate.com. «Apesar das vendas de vestuário terem aparentemente sofrido nesta estação, as tendências para o tempo mais frio por todo país, juntamente com o volume de artigos caros que já foram comprados, podemos esperar um aumento nas vendas de vestuário até 25 de Dezembro».