Início Arquivo

Voilá! Les enfants vestem português

Portugal é, conjuntamente com a China, um dos principais fornecedores de Vestuário de malha para bebés do mercado francês. Em 2000, a China ocupava a liderança, tendo exportado para França 69 milhões de euros, que corresponde uma quota de 20,3%. Refira-se que em 1999, a produção nacional detinha a maior quota (19,5%) das importações francesas, todavia, as transferências nacionais para este mercado diminuíram 7,7% em 2000, enquanto que as importações totais francesas cresceram 14,7%. Esta tendência contribuiu para que Portugal tivesse perdido quota de mercado, mas, também, que tivesse sido suplantado pela China, uma vez que as exportações provenientes deste país cresceram 45,2%. Refira-se que os três principais fornecedores, China, Portugal e Bélgica, concentram quase metade do total das exportações para França. Em 2001, os dados referentes ao primeiro semestre de 2001, apontam para a continuidade da hegemonia da China no que respeita a este tipo de artigos, com uma quota de 19,2%, resultado de 34,1 milhões de euros exportados. Portugal mantém a segunda posição, seguindo-se Marrocos, que destronou a Bélgica, e que apresentou um maior peso relativo nas importações francesas (11,6%). Esta informação disponibilizada pelo Observatório Têxtil do CENESTAP em documento a consultar na secção de estudos do PortugalTextil.com, vai de encontro ao compromisso assumido para apresentação, a todas as sextas-feiras, duma ficha informativa com dados sobre um determinado país e produto específico.