Início Arquivo

Wal-Mart destrona a gigante do petróleo Exxon

As vendas anuais da Wal-Mart posicionaram o retalhista americano como a maior empresa mundial, ultrapassando a gigante Exxon-Mobil em termos de vendas. A empresa sediada em Bentonville, no Arkansas, teve um volume de vendas de 250 mil milhões de euros, no ano fiscal que terminou a 31 de Janeiro de 2002, mais 13,8% do que no ano anterior. Um valor duas vezes superior à riqueza gerada pela economia portuguesa. O lucro líquido aumentou 6%, para 7,68 mil milhões, mas abrandou consideravelmente comparando com o mesmo período no ano passado, quando os lucros aumentaram 17%. Este aumento deve-se principalmente ao impulsionar das vendas na divisão alimentar, onde os lucros aumentaram 9,2%. Os analistas de mercado dizem que a Wal-mart estava a ganhar quota de mercado da sua rival americana, Kmart, que apresentou falência no passado mês de Janeiro. A Wal-Mart abriu 248 lojas em 2001, das quais 107 estão localizadas fora dos Estados Unidos. Na Alemanha, onde a empresa abriu duas novas lojas, o negócio está difícil, mas “dentro das expectativas”, esclareceu Kay Hafner, dirigente da Wal-Mart alemã. A Wal-Mart está a lançar a sua linha George nas suas lojas dos Estados Unidos. A linha de roupa de desporto para senhora, que é extremamente bem sucedida no Reino Unido, estreou-se em 1600 lojas americanas no Outono passado e será agora introduzida nas restantes 1000 lojas Wal-Mart, ainda este mês. O vestuário de homem e calçado da marca, serão testados entre 500 a 700 lojas, adiantou a Wal-Mart. Com o conceito da George, a subsidiária inglesa da Wal-Mart, a Asda, tornou-se entretanto na maior retalhista de vestuário logo depois da Marks & Spencer e do grupo Arcadia. O volume de vendas deste ramo situou-se nos 23 mil milhões de euros.