Início Arquivo

WestPoint Stevens em processo de falência

Confrontada com dívidas elevadas e reduzida actividade no mercado norte-americano, o grupo têxtil WestPoint Stevens (WPS) requereu a protecção ao abrigo do artigo 11 no tribunal federal de falências em Nova Iorque. A empresa é o segundo maior produtor de lençóis de cama nos EUA, contando ainda na sua gama de artigos com toalhas, cobertores e edredões, comercializados sob diferentes marcas, tais como Ralph Lauren, Martex ou Martha Stewart. Empregando mais de 14.600 pessoas, de acordo com a Reuters, a WPS apresentou no seu processo de falência um total de activos de 1,33 mil milhões de dólares e um total de 2,16 mil milhões de dólares em dívidas, à data de 31 de Março. Sendo confrontada com a crescente concorrência das importações asiáticas, o grupo foi forçado a modernizar as suas empresas, acumulando dívidas. O grupo espera sair rapidamente da situação de falência, após a conclusão dos acordos com os credores da empresa serem aprovados pelo Tribunal de Falências. Diversos grupos têxteis norte-americanos já apresentaram a falência nos últimos anos, incluindo Fruit of the Loom, Burlington e Malden Mills. O grupo Burlington, especialista no fabrico de denim, pode ser adquirido pelo seu rival Cone Mills, provavelmente o maior produtor de denim no mundo. Apesar de confrontada com dificuldades, a Cone Mills iria beneficiar de uma forte consolidação no mercado norte-americano. Segundo o Emerging Textiles, com a perspectiva do encerramento de mais empresas e do despedimento de mais operários, a indústria têxtil norte-americana irá pressionar o governo para limitar o actual crescimento nas importações provenientes da Ásia, em especial da China.