Início Arquivo

William Baird concentra-se no vestuário de senhora

No contexto da sua reorganização, a empresa britânica William Baird, até há pouco tempo a quarta maior fornecedora da Marks & Spencer , vai concentrar-se nas suas actividades de vestuário de senhora. A empresa teve de se reorganizar quando deixou de colaborar com a Marks & Spencer. A divisão Baird Clothing foi encerrada juntamente com as suas 16 fábricas na Grã-Bretanha. Neste momento, a empresa quer vender mais 3 fábricas localizadas no Sri Lanka. A William Baird anulou também os departamentos Baird men’s wear e Baird corporate wear (roupa de trabalho). Os resultados da primeira metade do ano fiscal 2001 (de 30 de Junho) reflectem estes esforços: o volume de vendas baixou 50%, atingindo 176 milhões de Euros. As áreas restantes da empresa atingiram um resultado antes de impostos de 20 milhões de Euros. Os custos extraordinários atingiram um volume de 14,4 milhões de Euros, causados pelas despesas com a reorganização e as amortizações dos investimentos na empresa de comércio electrónico 9feet.com que teve de ser encerrada. Agora, a empresa conduzida pela directora geral Ruth Henderson, vai concentrar-se nos seus negócios principais, a Women’s wear e Rain wear. Os negócios destas áreas continuam a apresentar bons resultados. Durante a primeira metade do ano fiscal corrente, o volume de vendas cresceu 4%, atingindo 104 milhões de Euros e os resulatados operacionais cresceram 8%, atingindo 6,72 milhões de Euros. Segundo a empresa, o William Baird é a maior comerciante em termos de marcas no segmento de vestuário feminino na Grã-Bretanha. As marcas Windsmoor, Planet, Precis Petite, Danimac, Lowe Alpine, Melka e Tenson pertencem todas à William Baird. Actualmente, a empresa tem 760 shop-in-stores.