Início Notícias Marcas

Wonder Laces une laços com Angola

Quantas vidas pode ter um par de sapatilhas? Quantas a Wonder Laces desejar. A marca portuguesa tem vindo a personalizar calçado com aplicações originais desde 2017 e, se os primeiros passos foram dados no Porto, em 2018 a caminhada tem Angola como destino.

A história da Wonder Laces começou a escrever-se depois de um estudo de mercado. Apercebendo-se de que não existia em Portugal nenhuma marca que disponibilizasse aplicações para calçado, a empreendedora Madalena Ruão Garcez passou da teoria à prática.

«Perante a nova tendência de moda com recurso a aplicações, percebemos que existia uma lacuna no mercado português», conta ao Portugal Têxtil, acrescentando que a missão da Wonder Laces é, precisamente, «dar uma nova vida não só às sapatilhas, mas, também, ao calçado em geral, de uma forma criativa, prática e económica».

Num tempo dominado pela força do digital, por tendências como a customização e por fenómenos virais como a “selfeet” – que consiste em fotografar os próprios pés focando os modelos de calçado e depois partilhar a imagem na rede social Instagram –, a Wonder Laces depressa ganhou protagonismo e se tornou numa favorita das “influenciadoras”.

Atacadores, franjas, palas e pompons de várias cores e feitios estão entre as aplicações oferecidas.

«Temos uma grande variedade de acessórios, facilmente adaptáveis e que se enquadram em qualquer coordenado, sport ou sport chic, mais glamouroso ou mais conservador, mais feminino ou mais masculino», aponta Madalena Ruão Garcez.

A marca de acessórios para calçado sediada na cidade do Porto conquistou, logo no primeiro ano de atividade, sete pontos de venda em território nacional. Já no final de 2017, a Wonder Laces começou a expandir o negócio para Angola, marco consolidado através de uma parceria local com a empresa Himbas, liderada por duas empreendedoras residentes em Luanda.

De acordo com a empresa que representa a marca – naquele país designada Wonder Laces Angola –, o objetivo inicial passa por introduzir a Wonder Laces Angola em diferentes pontos de venda, apostando em centros nevrálgicos da cidade.

Olhando para os passos dados, Madalena Ruão Garcez considera que as metas definidas para 2017 foram superadas.

«Para além da loja online, conseguimos criar sete novos pontos de venda através de parcerias com várias lojas localizadas no Porto, Matosinhos, Vila Nova de Gaia, Paredes, Penafiel e São João da Madeira e ainda conseguimos internacionalizar a marca», afirma, revelando que, nos 12 meses que agora começam, as ambições passam por «alcançar a cobertura nacional e entrar em novos países».