Início Notícias Têxtil-Lar

Xangai acolhe quarteto português

Entre os dias 23 e 26 de agosto, quatro casas portuguesas mudam a morada para Xangai, numa participação no salão internacional de têxteis-lar Intertextile Shanghai Home Textiles. Lasa Home, Mundotêxtil, Teceland e Tela’s Design integram a lista de 1.000 expositores confirmados.

Na edição de outono do salão, a Lasa Home e a Mundotêxtil estarão presentes na área dedicada à roupa de cama e a Teceland e a Tela’s Design vão expor no espaço Designer’s Studio.

A Teceland já participou na Intertextile Shanghai Home Textiles em agosto passado, a pedido de vários compradores chineses que estiveram presentes na Heimtextil, em Frankfurt, e ficou satisfeita com os resultados obtidos, como recordou a edição de junho do Jornal Têxtil (ver Têxteis de outro mundo).

«Os compradores chineses apreciam os designs europeus. Vendemos muitos designs nos primeiros dois dias e depois da primeira hora tive a certeza de que voltaríamos no próximo ano», revelou à data o designer da empresa, Miguel Pereira.

Com o mercado chinês a mostrar fortes sinais de rejuvenescimento, a nova edição da Intertextile Shanghai Home Textiles será, segundo a organização, «a ocasião ideal para facilitar negócios na Ásia a empresas europeias».

Em 2016, o PIB chinês registou um aumento de 6,7%, atingindo os 10,7 biliões de dólares (aproximadamente 9,2 biliões de euros), enquanto as vendas totais de bens de consumo cresceram 10,4%, para quase 4,8 biliões de dólares.

Casa completa

Wendy Wen, diretora-geral sénior da Messe Frankfurt, entidade organizadora do salão de Xangai, afirma que o conceito de “casa completa” na China tem impulsionado o mercado. «A sinergia de produtos, especialmente entre têxteis-lar e mobiliário doméstico, resulta em mais vendas», explica.

Em resposta à forte procura de artigos de têxteis-lar, cerca de 1.200 fornecedores de todo o mundo ultimam, por esta hora, a bagagem para a feira, viajando para Xangai com as suas mais recentes coleções.

A Intertextile Shanghai Home Textiles abrange todas as áreas da decoração, de tecidos para mobiliário a revestimentos, tapetes, roupa de banho e mesa, entre outras categorias de produto.

Esta edição de outono do salão chinês dedicado aos têxteis-lar contará ainda com mais de 20 estúdios de design têxtil, na área Intertextile Design Boutique, e com as mais recentes tecnologias de estamparia, na Digital Printing Zone.

Entretanto, está já confirmada a presença de pavilhões nacionais da Bélgica, Índia, Marrocos, Paquistão, Taiwan e Turquia.

No ano passado, a feira de têxteis-lar chinesa acolheu 1.158 expositores e quase 38 mil visitantes profissionais.