Início Notícias Marcas

Zippy chega a casa em menos de uma hora

Depois de ser ter adaptado à nova realidade, com a criação de máscaras sociais para criança, a Zippy é agora a primeira marca portuguesa a estar disponível na aplicação Glovo.

Com o objetivo de facilitar a logística da vida familiar dos clientes da marca, a Zippy decidiu unir forças com a Glovo e passou a disponibilizar uma loja própria na aplicação da start-up distribuidora. Deste modo, a insígnia de moda infantil é a primeira retalhista com loja na Glovo e, por isso, todos os produtos estão à distância de um pedido digital.

O serviço que permite aos clientes receber as encomendas de forma «rápida, cómoda e segura», entrega os produtos em menos de uma hora para toda a região do Grande Porto e, posteriormente, também de norte a sul do país, uma vez que alargar os pontos de entrega deste método de compra é um dos objetivos da Zippy. «A Glovo ser parceira de uma marca destinada às crianças, que como sabemos estão sempre a crescer e com novas necessidades, que é querida dos portugueses e confia na Glovo para entregar os respetivos produtos, é muito gratificante sobretudo no período que vivemos», reconhece Ricardo Batista, Country Manager da Glovo em Portugal.

Na loja exclusiva da Zippy na Glovo encontram-se disponíveis, nesta fase inicial, 200 produtos para encomenda. Entre eles, o vestuário para recém-nascido, bebé e criança, artigos de proteção como chapéus com protetor ou máscaras sociais e ainda acessórios que, segundo a marca infantil, podem ser a solução para um presente de última hora. Esta iniciativa constitui um exemplo de uma nova oportunidade despoletada pela pandemia, que acabou por originar o serviço ZY Get It Now, permitindo que os clientes da insígnia de moda para criança tenham agora acesso a uma «gama cuidadosamente selecionada» de produtos essências de necessidade imediata. «Em apenas dois meses, evoluímos muito e hoje somos, todos, consumidores mais exigentes! Há que inovar, adaptar, repensar e testar», afirma Filipa Bello, Head of Brand and Creative da Zippy. «Esta é precisamente a beleza desta época, é o momento para ser criativo e empreendedor, é um momento de mudança! Estamos ao lado das famílias, de forma simples e prática. Esta parceria permite-nos fazê-lo, de uma nova forma!», assegura.

«As máscaras vieram para ficar»

Para proteger sorrisos e face à nova realidade desencadeada pela pandemia, a Zippy desenvolveu máscaras sociais para criança, dado que estas são o «acessório imprescindível do momento».

Já que o primeiro lançamento foi «um sucesso», nas palavras da própria marca, a Zippy criou novas versões destes equipamentos de proteção que, além de respeitarem as exigências do quotidiano, pretendem estimular a criatividade e o imaginário tanto das famílias como das crianças.

Depois das máscaras com ilustrações de um leão e de uma gata, a marca oferece agora conjuntos de equipamentos reutilizáveis adequados para crianças dos dois aos 10 anos de idade, com ilustrações de um tubarão, urso, dinossauro, raposa e também quatro modelos com o padrão de cada um destes animais.

As máscaras são certificadas pelo CITEVE para nível 3 e, por isso, podem ser submetidas a 10 lavagens, um número à espera de ser testado, visto que a Zippy pretende que os equipamentos possam estar aptos ainda para mais lavagens. O tecido respirável, lavável e de secagem rápida possui um tratamento antimicrobiano, testado pela norma ASTM E 2149-13ª, que protege de vírus, fungos e bactérias. À semelhança do lançamento anterior, a gama de artigos de proteção social disponibiliza ainda um boné e novos chapéus protetores, que atuam como barreira contra gotículas.

«É importante relembrar que o uso destes artigos funciona como complemento às medidas de controlo recomendadas pela DGS e que o distanciamento social e a lavagem das mãos frequente não podem ser descurados», enfatiza a marca em comunicado.

Os conjuntos de duas máscaras está disponível nas lojas físicas e online da Zippy por um valor de 12,99 euros. Já os chapéus e os bonés com protetor custam 9,99 euros.