Início Notícias Marcas

Zippy protege sorrisos

A marca portuguesa, que está a reabrir portas ao público, lançou uma linha de máscaras sociais para criança, certificadas pelo Citeve com o objetivo de as proteger de forma «divertida».

O uso de máscaras faz parte da atual realidade criada pela pandemia, que tem obrigado a adotar medidas de segurança face à disseminação do vírus. Por isso, a Zippy, a pensar na máscara como um elemento fundamental de proteção para a rotina diária das famílias, desenvolveu uma linha destes equipamentos de proteção individual (EPI) certificada e também reutilizável.

«Estamos num momento de mudança, em que os sorrisos vão andar mais escondidos do que o normal… As máscaras são hoje, e serão no futuro próximo, um essencial de proteção. Porque nos empenhamos em fazer parte da rotina real das famílias e porque as saídas vão começar a acontecer, lançámos uma linha divertida de máscaras sociais para criança», explica a marca em comunicado.

A gama inclui ainda protetores de chapéu em poliuretano termoplástico, adaptável aos bonés das crianças. Com propriedades de elevada permeabilidade e capacidade de retenção de partículas, a marca disponibiliza dois modelos de máscaras concebidos especialmente para «estimular a criatividade» das crianças entre os 2 e os 13 anos. Além da parte estética que representa animais, especificamente um gato e um leão, cor de rosa e amarelo, respetivamente, as máscaras possuem um tratamento antimicrobiano que visa proteger as crianças de vírus, fungos e bactérias, respeitando a norma ASTM E 2149-13ª.

Por não ter costuras, as máscaras prometem ser «confortáveis» e ajustáveis ao rosto de cada criança, com um tecido respirável, lavável e de secagem rápida. Fabricado em Portugal, este EPI está aprovado pelo Citeve para nível 3, uma certificação autorizada pela DGS ao centro tecnológico.

«As nossas máscaras e protetor de chapéu servem como um complemento às medidas de controlo recomendas e não descartam a necessidade de distanciamento social e da lavagem de mão frequentes», ressalva a Zippy.

Os equipamentos de proteção estão à venda na loja online da marca com um preço de 7,99 euros.

Nova realidade

A adaptação da Zippy vai para além do EPI e, por isso, a insígnia reabriu as lojas com dois novos serviços que retratam a realidade atual. Os espaços físicos de Bragança, Póvoa de Varzim, Madeira Shopping e La Vie Funchal são algumas de lojas que voltaram a abrir portas aos clientes, mas de formas distintas.

Através do whatsapp ou do telefone, a marca oferece um serviço de atendimento com levantamento “drive in”, onde a encomenda é realizada a partir de casa e a recolha do produto acontece num local específico, como um parque de estacionamento do centro comercial. «Este serviço permite-nos, mesmo com a loja fechada, oferecer um atendimento personalizado e esclarecer todas as dúvidas dos nossos clientes, com toda a comodidade e segurança», afirma.

O atendimento express é outra das opções, em que o cliente é atendido à porta da loja pelos colaboradores da marca que estão encarregues de providenciar a devida assistência e acompanhamento.

No que diz respeito às devoluções, o procedimento deve ser efetuado nas lojas que estão já abertas ao público ou nos espaços com atendimento express. Todos os artigos entregues são submetidos a uma quarentena de 48 horas antes de voltarem a estarem disponíveis para uma nova compra.

A Zippy tomou ainda algumas medidas preventivas, que passam pelo uso obrigatório da máscara tanto para o consumidor como para os funcionários, que se devem manter afastados com uma distância de segurança de dois metros. A entrada e os balcões de pagamento estão munidos com gel desinfetante para a devida higienização. A marca solicita também aos clientes que optem preferencialmente por formas de pagamento que não exijam dinheiro, como o cartão multibanco ou MBWay, de modo a evitar a disseminação do vírus.

«Juntos, sabemos que vamos conseguir adaptar-nos a esta nova fase e, aos poucos, com o bom senso e ponderação de todos, voltaremos ao dia-a-dia que conhecemos. Nessa altura, e até lá, #westay_together», conclui a marca no mesmo comunicado.